Marquinhos Santos é o novo técnico do Paysandu para a Série B

24 de junho de 2017  // 

Marquinhos Santos incentiva o time

Marquinhos Santos foi confirmado como novo técnico do Paysandu e será apresentado na próxima segunda feira. O clube paraense será o 5o clube na carreira dele em quase 5 anos. Depois de trabalhar na base do Atlético Parananense e Coritiba, inclusive ter comandado a seleção brasileira sub 15 em 2011, Marquinhos Santos estreou em setembro de 2012 no profissional do Coritiba. Na época o clube paranaense estava na zona de rebaixamento e ele conseguiu ajudar a salvar equipe terminando na 13a posição. Em 2013 foi campeão Estadual com o Coritiba. No ano seguinte foi para o Bahia e conquistou o Campeonato Baiano de 2014. No segundo semestre retornou ao Coritiba onde mais uma vez salvou o clube do rebaixamento. Em 2015 levou o Coritiba a mais uma decisão do Estadual, mas desta vez ficou com o Vice Campeonato. No ano passado assumiu o Fortaleza e conquistou o título Estadual e classificou a equipe para a fase de play off da Série C. O quarto clube na sua carreira foi o Figueirense onde assumiu o time já na zona de rebaixamento do Brasileiro Série A do ano passado.

Nos três primeiros clubes o aproveitamento de pontos foi boa. No Coritiba Marquinhos Santos teve aproveitamento de 55% em 121 jogos no total. No Bahia foram 35 jogos com aproveitamento de 49%. E no Fortaleza em 46 jogos teve aproveitamento de 57%. O único trabalho que não teve um número positivo foi o Figueirense onde em apenas 18 jogos teve 33% de aproveitamento. Com aproveitamento do Coritiba e Fortaleza, o Marquinhos estaria hoje no G4 da Série B. O Paysandu tem 40% de aproveitamento em 12 rodadas e ocupa a 14a posição. Veja abaixo a relação das campanhas do técnico Marquinhos Santos

Coritiba – 121 Jogos, 58 Vitórias, 29 Empates, 34 Derrotas – 55% de aproveitamento
Bahia – 35 Jogos, 14 Vitórias, 10 Empates e 11 Derrotas – 49% de aproveitamento
Fortaleza – 46 Jogos, 22 Vitórias, 14 Empates e 10 Derrotas – 57% de aproveitamento
Figueirense – 18 Jogos, 4 Vitórias, 4 Empates e 10 Derrotas – 33% de aproveitamento

2013 – Campeão Paranaense  com o Coritiba – 15 vitórias, 7 empates e 2 derrotas (72% de aproveitamento)
2014 – Campeão Baiano com o Bahia – 7 vitórias, 4 empates e 1 derrota (69% de aproveitamento)
2016 – Campeão Cearense com o Fortaleza – 5 vitórias, 3 empates e 1 derrota (66% de aproveitamento)

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

24/junho